Como vender o meu imóvel de forma rápida?

Com a instabilidade econômica e política no país, vender um imóvel rapidamente e sem perder dinheiro nem sempre é uma tarefa fácil. Muitas pessoas podem preferir guardar o dinheiro que tem para gastar ou investir mais tarde, em um momento que considere mais oportuno.

Mas como o mercado é grande e sempre existem pessoas que querem vender imóveis e pessoas que necessitam comprar, relatamos algumas técnicas que ajudam quem deseja vender um imóvel rapidamente e tornam possível essa empreitada, sem ser preciso queimar o valor da residência ou demorar anos tentando vender.

Se você está pensando em colocar o seu apartamento ou casa à venda, continue lendo nosso post! A seguir, mostraremos o que é necessário fazer para fechar um negócio de forma ágil. Confira!

  1. 1.    Escolha uma boa imobiliária

A escolha de uma boa imobiliária é o primeiro fator para uma venda saudável, já que é ela que vai te ajudar na definição dos fatores que mais impactam na venda, como vamos descrever mais adiante.

Pesquise empresas do setor e entre em contato com uma que trabalhe de acordo com as dicas que daremos mais a frente. Quando for selecionar a imobiliária, certifique-se de que ela é confiável, histórico de reclamações e se tem registro no CRECI, bem como seus corretores. Veja a reputação dela com terceiros ou na internet para ter certeza de que fez uma escolha segura, pois ela é crucial para o processo de venda.

 

  1. 2.    Deixe a documentação em ordem

Esta etapa é muito importante e deve ser a primeira a ser analisada pela imobiliária e pelos corretores, pois usualmente não se consegue transferir ou mesmo realizar financiamentos bancários se o imóvel e todos os proprietários não estiverem com a sua documentação em ordem. Porém, se o imóvel tiver algum financiamento vigente, isto não é de maneira nenhuma um problema, já que no momento da venda o comprador ou o banco que vai financiar o imóvel para ele, realiza a quitação do eventual saldo devedor e a transferência de propriedade pode ser realizada sem nenhum tipo de problema.

Pode até parecer um tanto quanto burocrático, mas quando a análise da documentação é feita no início do processo de disponibilização do imóvel para venda e se for encontrado algum problema documental, podemos ter a chance de resolver a situação e depois vender o imóvel normalmente. O que não se deve fazer é disponibilizar o imóvel para venda e depois do negócio ser fechado se descobrir que existe alguma pendência, que nem sempre pode ser facilmente resolvida. Este pode ser um bom caminho para perder uma venda.

Se você quiser saber um pouco mais de documentação, acesse este link e tenha informações mais detalhadas.

 

  1. 3.    Peça um preço justo

Após a documentação ser verificada, o próximo passo é definir o valor do seu imóvel. Para decidir isso, é preciso que a imobiliária faça uma ampla e completa avaliação do seu imóvel, considerando as características, imóveis que possam concorrer com o seu, institutos de pesquisa e como está o mercado imobiliário. Veja preços de propriedades semelhantes à sua e o que elas têm a mais ou a menos. Qualquer diferença, por menor que seja, pode influenciar consideravelmente no valor pedido.

Por exemplo, se tivermos dois apartamentos à venda no mesmo prédio, mas um estiver com um estado melhor de conservação e tiver uma vista privilegiada da cidade ou uma face mais desejada pelos clientes, provavelmente ele será mais caro que o concorrente. Ambos não devem ter o mesmo preço, porque um estará com o valor acima do mercado. Caso eles tenham o mesmo preço, o que oferece mais vantagens será escolhido por quem quer comprar um imóvel e o dono do outro terá dificuldades para vender o item.

Na hora de decidir a quantia cobrada, não considere o valor sentimental que o imóvel tem para você, pois dessa maneira ele também ficará com um preço acima do que deveria ser pedido.

Alguns proprietários até colocam uma quantia mais elevada para negociar depois com o comprador, porém essa não é uma boa estratégia. O cliente é capaz de ir direto na residência mais em conta, em vez de tentar conversar e conseguir um negócio melhor. Por isso, se quiser vender rapidamente a propriedade, coloque um preço justo nela e argumente com o comprador. Também existe a possibilidade do seu imóvel, que está acima do preço esperando uma negociação, ficar fora dos filtros de busca na internet. Se o comprador tem um limitador de valores, e o seu imóvel está com preço acima desse limitador, o valor colocado a mais para negociação faz com que seu imóvel não chegue até o comprador. Por isto a importância de anunciar a preço de mercado. 

 

  1. 4.    Peça fotos profissionais do imóvel

Para causar uma primeira impressão agradável no comprador, é necessário trabalhar antes mesmo dele ir conhecer o seu imóvel ao vivo. O primeiro contato que ele tem com a residência é pelo anúncio da venda, seja ele físico ou digital.

Sendo assim, é essencial contratar imobiliária que disponha de um fotógrafo profissional que produza boas fotos que surpreendam e encantem a todos e que também destaque os melhores pontos da casa ou apartamento.

Deve-se procurar ângulos que favoreçam o ambiente, use a luz natural em partes externas e evite aquelas imagens que mostram apenas os cantos de um cômodo e não acrescentam nenhuma informação.

Não se esqueça de tirar objetos indesejáveis de alguns espaços que possam aparentar desorganização. Além disso, se estiver colocando à venda um apartamento, faça fotografias dos ambientes comuns também, para que fique claro o que o condomínio oferece.

As fotos, devem retratar a realidade do imóvel. Fazer fotos produzidas demais, que descaracterizem o imóvel, também não irá ajudar na venda, uma vez que o cliente chegará com uma expectativa na visita e será surpreendido negativamente por um imóvel que não corresponde às fotos do anúncio.

 

  1. 5.    Forneça uma descrição detalhada do imóvel

As fotos influenciam bastante no processo de uma venda. Contudo, para o anúncio ser ainda mais exato, não deixe de fornecer informações para que a imobiliária possa fazer uma descrição detalhada do imóvel. As informações devem ser claras e responder dúvidas frequentes de quem procura uma propriedade, como o tamanho dela, a localização e as facilidades que ela traz.

Forneça o número de cômodos e diga se há móveis embutidos. Caso esteja vendendo um apartamento, coloque igualmente os dados do prédio, se há vaga de garagem e espaços para lazer. Confira a descrição no site da imobiliária e sugira eventuais melhorias.

 

  1. 6.    Investimento em divulgação

De nada adianta fazer um ótimo anúncio, se o seu alcance for muito baixo. Por isso, é importante que, além de escolher uma imobiliária séria e confiável, você selecione uma que invista em divulgação, principalmente digital.

A maior parte de todas as buscas, atualmente, é feita pela internet, e no mercado imobiliário não é diferente. Sendo assim, uma empresa que tem uma boa presença online pode ajudar bastante no processo de vendas. Mais pessoas terão acesso ao seu imóvel e as chances dele ser vendido rapidamente são igualmente maiores.

 

  1. 7.    Exclusividade

Uma situação que acontece com alguma frequência é a idéia de que se o meu imóvel for anunciado em diversas imobiliárias, tendo grande parte do mercado para vender, tenho maior possibilidade de venda. O que de fato pode ser um engano e muita coisa pode transcorrer daí, como falta de atenção e de investimento em divulgação e aqui vale a velha máxima: cachorro com dois donos, morre de fome.

 

  1. 8.    Deixe o imóvel impecável

Essa dica abrange desde fazer as reformas necessárias até limpar o local quando o comprador for visitá-lo. É fundamental analisar o imóvel antes de colocá-lo à venda, observar quais são os danos no ambiente e consertá-los para entregar o lugar em bom estado.

Além de reparos técnicos, como os elétricos, renove a aparência da propriedade. Ou seja, pinte as paredes, revise as aberturas e veja se tudo está em boas condições. Esses detalhes interferem na decisão dos possíveis futuros moradores. Após as restaurações, lembre-se de organizar o espaço.

Não deixe itens pendurados pelos cômodos, abra a janela para entrar ar e melhorar a iluminação, limpe todos os cantos e garanta que está passando uma boa impressão. Outra ideia interessante é colocar cheiros no ambiente, mas sem exagerar, para trazer a sensação de aconchego para os visitantes.

Realizando essas ações, você criará uma imagem positiva tanto da residência quanto de si. Ambos fatores têm o poder de aumentar suas chances de venda, porque o cliente gostará do local, bem como da pessoa que possivelmente fará negócio. Uma boa energia faz toda a diferença!

Após conferir essas dicas, você pode parar de se perguntar “como vou vender meu imóvel rapidamente?”. Afinal, com esses passos, ficará bem mais fácil atingir o seu objetivo.

Agora que você está em uma comercialização de uma propriedade, que tal descobrir ou entender melhor qual é a importância de um corretor de imóveis no processo de compra e venda?